Incrível… 1000 bits quânticos de processamento atingidos!


Destaques PPLWARE

61 Respostas

  1. Fred says:

    “Enquanto a geração anterior do processador correu a uma temperatura próxima do zero absoluto, o novo processador precisa de funcionar 40% mais frio”

    Podem explicar melhor? que temperatura é essa, que é 40% mais baixa que o zero absoluto?
    O zero absoluto é uma temperatura relativa?

      • Fred says:

        o zero absoluto eu sei o que é.
        O que eu gostava de saber é qual a temperatura 40% mais baixa que o zero absoluto, a que trabalha este processador

        • Vítor M. says:

          No texto tem o link com mais informação relativa ao projecto, lá, além de mais detalhes técnicos, tem também de informação. Há dados que também não foram revelados.

        • Afonso says:

          não tenho a certeza, mas pelo documentário que vi no canal Discovery, é impossivel chegar ao 0 absoluto, o que eles fazem é muito proximo, no entanto a uma determinada altura para se aproximarem um pouco mais gastam “toneladas de energia” essa aproximação é irrizório o que leva a nem sequer tentarem. O que eles devem ter feito é um aumento dessa energia para que os atomos baixem a sua vibração em 40% sobre o anterior estado.
          (provavelmente estou só a dizer disparates)

        • Rute says:

          A temperatura é 40% menor que a temperatura anterior. Se fosse 0,1, passaria a ser 0,06.

        • António says:

          Supõe que o processador antigo trabalhava a 1 grau kelvin, este precisa de trabalhar a 0,6 graus kelvin, ou seja, a menos 40%.

      • Master of Piglets says:

        Giro giro era refazer o deep blue com um bichinho destes e deixar o Kasparov a suar em bica. Isto é mais ou menos como o Watson?

    • Charles says:

      Próximas de Zero Absoluto.
      Não Zero Absoluto.
      Sendo próximo, é sempre possível aproximar mais… 40%, 60%….. seja o que for. Infinitamente mais próximo,… continua a ser diferente de ser igual!

      • Vlad says:

        É infinitesimalmente mais próximo , não infinitamente mais próximo.

        • Pedro says:

          ja li uma noticia que os cientistas quebraram a barreira do zero absuluto

          • Cristiano Alves says:

            LOOOOL
            I M P O S S I V E L

          • Carlos says:

            Desculpem mas física quântica queima-me os miolos todos…

            Que quer isto então dizer?
            “A barreira do zero absoluto foi quebrada pela primeira vez pela equipe do físico alemão Ulrich Schneider, físico da Universidade Ludwig Maximilian em Munique. Schneider e seus colegas atingiram temperaturas abaixo do zero absoluto com um gás quântico ultrafrio composto por átomos de potássio.”

            Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Zero_absoluto

          • Mario says:

            Isto só foi possível devido a um artifício com lasers que contorna a definição termodinâmica do zero absoluto (-273,15 ºC). Em boa verdade, o zero absoluto não pode ser atingido, porque representa um estado onde os átomos não possuem energia cinética, nem vibratória, o que não é possível de atingir na prática. Mas mantendo os átomos no seu lugar pela ação de feixes laser cuidadosamente apontados, os experimentalistas conseguiram fixar átomos de potássio de tal forma que o cálculo matemático do estado destes aponta para uma temperatura alguns bilionésimos abaixo do limite teórico do zero absoluto. Quanto a mim, é mesmo só um artifício.

  2. str says:

    Usem mas é todo esse poder no sector da saúde, era bom era

    • JJ says:

      Os que devem ter capacidade financeira para utilizar este “serviço” (nesse sector), serão apenas as farmacêuticas… e elas preferiam processar informação para desenvolver doenças para as depois poderem curar, em vez de procurar a cura para as actuais…

      • paulo g. says:

        O que elas fazem é produzir os pesticidas para os agricultores e consumidores ficarem doentes e depois tratá-los. Como vês não andas bem informado.

    • Vítor M. says:

      Sem dúvida e hoje em dia já é muito usado. Os grande laboratórios usam estas tecnologias, porque achas que os medicamentos, como vimos o caso do Sofosbuvir que custa 46 mil euros?

      Além do preço ter uma grande margem de lucro, tem por trás investigação que recorre a tecnologias pagas a peso de ouro (muitas vezes são cálculos quânticos que permitem descobrir a cura antecipando resultados de cálculos super complexos).

      Além disso, há depois no desenvolvimento médico de laboratórios como temos cá da Fundação Champalimaud. Podemos não ter as máquinas cá mas encomendam-se os estudos a empresas que usam as máquinas para processar os cálculos.

  3. JJ says:

    Imaginem um hacker com o acesso a este poder de processamento… não havia password infalível…

    Mas, na realidade um hacker dificilmente terá acesso a este processador, já uma NSA ou agências do género, não será assim tão difícil. Imaginem o que eles poderão fazer…

    • JJ says:

      E imaginem alguém a minerar BitCoins com isto!?

      • Arlindo says:

        heheh Foi isso que pensei. Cristo… Uma maquina dessas a trabalhar 24/24 a minerar. lol

        • Master of Piglets says:

          Minerar?Não é minar?

          • JJ says:

            mi·nar 1 – Conjugar
            verbo transitivo
            1. Abrir mina em.
            2. Cavar por baixo de.
            3. [Figurado] Corroer.
            4. Invadir ocultamente.
            5. Amofinar, atormentar.
            verbo intransitivo
            6. Lavrar, propagar-se lentamente.

            mi·ne·rar – Conjugar
            (miner[al] + -ar)
            verbo transitivo
            1. Extrair minérios de uma mina.
            verbo intransitivo
            2. Trabalhar em minas.
            3. Explorar economicamente (uma mina).

            in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

            Por isso, neste caso, acaba por fazer mais sentido “minerar”, visto que tem o mesmo sentido de tirar ouro de uma mina.

      • Ryze says:

        Provavelmente qq gráfica AMD bate este processador a minar bitcoins. As classes de problemas que os processadores quânticos podem resolver mais eficientemente que processadores clássicos são extremamente reduzidas. Não existe nenhum algoritmo quântico que consiga quebrar função de hash sha-256 (utilizada para minar bitcoins).

        • JJ says:

          Não existe… porque ninguém se dedicou a isso…
          As empresas que usam/desenvolvem estes processadores, não os fazem com esses objectivos.

          • Ryze says:

            Por acaso há pessoas que se dedicam a isso, se pesquisares sobre “Post-quantum cryptography” verás que existe consenso que os computadores quânticos não serão mais ameaçadores para as funções de hash e sistemas de criptografia simétricos do que os computadores clássicos. Agora para os sistemas de chaves pública/privada é outra história …

  4. int3 says:

    Não vai aumentar a velocidade mas sim a eficiência e o tempo .

    • JJ says:

      Aumenta a velocidade com que encontra a informação. Ou seja, processa mais informação ao mesmo tempo.

    • miguel says:

      calma, isso não faz muito sentido,vamos por partes.
      “não vai aumentar a velucidade
      mas sim(vai aumentar)a eficiência e o tempo.”

      Agora pergunto, vai aumentar o tempo?? que tempo??( vai demorar mais??hahah)

      outra coisa, não vai aumentar a velocidade?? (não esquecer que esta implícito a unidade tempo, quando se fala em velocidade )

      não percebi nada desse comentário. Ou esta muito mal explicado, ou voi um devaneio teu.

      • miguel says:

        Aumenta a velocidade com que encontra a informação. Ou seja, processa mais informação ao mesmo tempo.
        LOGO: se “processa mais informação ao mesmo tempo.” È mais rápido (aumento de velocidade a processar informação )
        Simples.

        • Afonso says:

          fazendo a analogia à industria automóvel.
          1 carro circula a uma média de 120km/h com 2 passageiros.
          1 autocarro circula a uma média de 90km/h com 30 passageiros.
          qual o mais rápido?
          depende, Exemplo:
          se a questão for qual deles consegue transportar mais rápido 20 passageiros do ponto A ao ponto B 20, ou qual deles consegue transportar mais rápido 1 passageiro.

          • int3 says:

            exatamente Afonso. Melhor analogia para este caso.

          • erre says:

            quanto pesa cada um dos 20 passageiros no carro a 90km/h e quanto pesam os do carro que leva 2 ? esses problemas inventados à pressa…

          • JJ says:

            Acho essa analogia, sem muita lógica para este caso.

            Um calculo:
            Se um processador normal processa 100 dados por 1 minuto, e este novo processador em 1 minuto, processa 1000 dados. Quanto tempo demora cada um a processa 10.000 dados?

            Agora:
            Um processador normal, num segundo processa 1,66 dados. Este novo processador processa num segundo 16, 66 dados. Quanto tempo demora a processar um dado?

            Afinal, é ou não é mais rápido!?

          • int3 says:

            @JJ
            Este processador não funciona dessa maneira.
            O número de cálculos para chegar a um resultado é diminuido.
            Por exemplo: Para calcular a raiz de 3 é necessários 1000 cálculos. Mas no processador quantico este caminho até o resultado final é cortado para 100 cálculos. Não quer dizer que seja mais rapido porque o tempo de execução de cada cálculo pode ser muito maior que o do processador normal.

            O computador quantico é bom é só nesta parte. O resto é indiferente.

          • JJ says:

            @int3
            O processador quântico é mais rápido que um normal. Tem de o ser… Se não for mais rápido, não importa fazer menos cálculos, porque vai demorar o mesmo tempo que um normal. Deixando então de ser vantajoso.

            Neste artigo, encontras uma tabela comparativa a velocidade de um processador quântico e um normal:
            http://www.tecmundo.com.br/computacao-quantica/4215-computacao-quantica-torna-obsoletos-os-processadores-atuais.htm

            Um processador normal de 3.8GHz… um quântico terá uns 10.000GHz.

            A única vantagem de um processador quântico não pode ser a redução do numero de cálculos, tem de ser a sua velocidade. Se não, era impossível ele conseguir resolver problemas que demorariam anos a resolver num processador normal, em apenas horas ou semanas.

          • Afonso says:

            depende do problema, até pode ser mais lento.
            vi um video é que o cientista que estava a desenvolver isso explicava.
            que em determinados calculos até era mais lento.

            acho que era este -> https://www.youtube.com/watch?v=g_IaVepNDT4

    • joao andrade says:

      Se estiver enganado alguém que me corriga por favor, mas se este processador tiver uma frequencia de 1Hz e executar uma função quadratica demora 1s a resolver a equação certo? por outro lado um computador de 1200€ corre a 4GHZ logo resolve a mesma equação em (2/4 000 000 000s) certo? percebo que quato mais complicada a equação enquanto tiver um numero de possibilidades inferior aos qubits do processador ele demora na mesma 1s e o convencional vai demorar bastante mais, estou errado?

      • erre says:

        bits quânticos != bits “normais”.. não podes fazer esse cálculo.

      • erre says:

        “(…) But qubits can exist in the state of coherent superposition described above, meaning they can be in many states at the same time. This means that for all intents and purposes, you can work on many computational algorithms at the same time. How many? It depends on the number of qubits you have in a quantum computer: it’s 2^x, where x is the number of qubits. A single qubit can work on two calculations at once. A two-qubit system can work on four simultaneous computations. A 128-qubit system – like the D-Wave One – is reported to be? 340,282,366,920,938,463,463,374,607,431,768,211,456 calculations. At the same time. If a petaFLOPS is a quadrillion calculations per second, and a brontoFLOPS is a quadrillion teraFLOPS, then a 128-qubit machine can churn out the equivalent of 340,282,366,921 brontoFLOPS.”

        http://www.linux-magazine.com/Online/Features/Quantum-Computing

        faz as contas 😛

  5. miguel says:

    a google esta em todas… XD

  6. andre says:

    “Enquanto a geração anterior do processador correu a uma temperatura próxima do zero absoluto, o novo processador precisa de funcionar 40% mais frio.”

    a geração anterior talvez funcionasse 40% acima do zero absoluto porque pelo que entendi este funciona próximo do 0 absoluto e abaixo do 0 absoluto (-273,15°C) é complicado.

  7. Rafael says:

    Que sistema operativo usam estes computadores…?

  8. me and me says:

    acho que daqui a nada temos é AI a funcionar à seria…

  9. LP says:

    …………O Olho que tudo vê ▲ !?……vai decifrar tudo o que se queira decifrar……..ao contário de um computador “clássico” que processa 2 caminhos para cada um dos problemas 0 ou 1 binário (sim e não, maior ou menor, esquerda ou direita etc……) passando para a cadeia de código seguinte, este supercomputador quântico não processa entre as 2 opções processa todas elas ao mesmo tempo!

  10. Diogo Aleixo says:

    Vitor

    Uma questão. Eu não entendo muito desta matéria mas, 1000 bits quânticos não são 3^1000 possibilidades e não 2^1000?

  11. Diego says:

    1,0715086071862673e+301 cálculos simultâneos
    Adeus privacidade 🙁

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.