IE6 Countdown – Até a Microsoft pretende acabar com ele


Destaques PPLWARE

27 Respostas

  1. jpng81 says:

    Não é por nada, mas podiam era fazer um “FINISH HIM” á raça toda do Internet Explorer desde da versão 6 até á mais recente… enfim.
    Eu costumo fazer alguns websites em html e php e o internet explorer é o único que não corresponde ás formatações de css que são dadas no código… firefox, chrome e opera são os únicos que a formatação não foge muito, mas o IE é de mais.

    • Ricardo says:

      lol… ri-me. (nesse caso não sabes desenvolver para a Web.)

      • jpng81 says:

        não, tens de vir cá tu ensinar-me!!!!!!! Fdx. Olha lá preferes fazer código que funcione em 4 browsers ou preferes fazer código especifico para cada tipo de browser???? pensa um bocadito, sim.. 😉

        • pfbatista says:

          Eu utilizo o Fifefox… é o meu browser de eleição, costumo sempre participar na experiencia de versões beta, firefox forever…

          …no entanto, tenho de utilizar o IE… não é que faça questão disso, mas há muitas páginas que só abrem correctamente com o IE, ao contrário do que estás a dizer.

          …atenção que há páginas que simplesmente estouram em qualquer browser, à excepção do IE.

          o IE é o que mantém maior compatibilidade.

          • jpng81 says:

            lolooolloll, só se for compatibilidade por causa da bodega do activeX que já deveria ter desaparecido á muitos anos atrás mas há sempre otários que se lembram ainda de o usar nas páginas, fdx.

          • pfbatista says:

            Nada disso…

            Tanta página que aparece desformatada…

            …tanta página que simplesmente não apresentam certos frames…

            E sem recurso ao ActiveX no código.

            E páginas de webmail baseadas em Exchange? porque razão aparecem sempre “esquisitas” no firefox?

            O IE é bom e rápido… e goseti muito do IE9 beta, já o testei… mas continuo a preferir o Firefox, mas infelizmente, ainda há lacunas que os diversos Browsers têm de corrigir (e programadores das páginas claro), por acaso na versão 4 do firefox já vejo melhorias…

          • Ricardo Elias says:

            Algumas paginas devido a serem feitas para funcionar no IE6, podem falhar escandalosamente porque os autores veem que o numero de utilizadores para outros browsers nao justica o trabalho de corrigir os problemas. Esse foi o principal problema que o Firefox teve no inicio. A solucao comecou por enviar emails a queixar-se, educadamente, da situacao e continuar a visitar com o Firefox para aumentar esse numero de utilizacao e mudar as ideias.

            Outra solucao, era usar scripts do Greasemonkey para reformatar o html/css. Se for possivel indicares os sites, pode-se tentar encontrar uma solucao.

            PS: Fim ao IE6. O IE9 esta’ muito melhor em compatibilidade!

            Fiquem Bem!

        • um says:

          Também desenvolvo para web. A unica solução é testar, testar e voltar testar…
          O pior de tudo é que o mesmo html&css é renderizado de forma diferente nas diferentes versões do IE….
          solução: testar sempre com a última versão

          • jpng81 says:

            FAIL, wrong answer… deveriam eliminar o IE para sempre. Graças ao IE andas de volta do código só porque o menino é esquesito e não gosta de peixe e tem de se andar a fazer-lhe as vontades todas.

        • Ricardo says:

          Então porque não se cria uma entidade que crie “normas de processamento do código por parte dos browsers”? Ou será que então deve apenas existir um cliente browser? E outra coisa, pior do que o IE nessas coisas é o tal Google Chrome, que dizem que é um espetáculo. lol

          • naoliveira says:

            Ricardo essa entidade já existe, e se programares segundo as regras dessa entidade o teu código, de um modo geral, funciona em todos os browsers menos 1… sabes qual?;)

  2. Yamato says:

    As Finanças ainda usam o internet explorer 6 nos seus computadores

  3. Marcos Santos says:

    Começa a existir um “delay” um pouco grande, da fonte para o pplware 😐

    Já não me lembra de quando foi a ultima vez que usei o IE6, mas já tem uns anos lol

  4. Ryan says:

    Os coitados que trabalham para a minha empresa tem de suportar isso… fogo… aqueles tem de estar na idade da pedra da internet

  5. Faz me lembrar a questão das Armas de Destruição Maciça…Os States fizeram-nas e depois vieram como heróis a dizer que as iam encontrar e pufff

  6. Rúben says:

    acontece que em alguns casos (o meu inclusive) é o facto de que no trabalho não ter privilégios de administrador e, desta forma não é possível actualizar o velhinho IE6.

    pplware, continuação do excelente trabalho
    sou visitante muito assíduo

  7. Lopes says:

    já fiz a minha contribuição no facebook para os meus amigos, caso o tenham, para acabar com o IE6

    😀

  8. Emannxx says:

    A meu ver, o que causa essas percentagens de utilização do IE6 são mesmo as empresas, escolas, locais públicos de acesso a internet etc, onde não há uma manutenção mínima dos computadores.

    Na escola secundária onde estou, por exemplo, todos os computadores têm ainda o IE 6, Windows XP SP1 (e, se não estou em erro, têm também o Firefox 2). Ninguém se preocupa… enfim.

  9. Wolverine says:

    Para mim, o Internet Explorer é muito bom…para sacar o Chrome ou o Firefox. 🙂

  10. ronheca says:

    Tendo em conta que o ie4 só acabou definitivamente no ano passado, o ie6 ainda está pra durar muito mais anos…

  11. Ciro Espítama says:

    Quem é profissional da área da medicina privada e tem convenção com Portugal Telecom é OBRIGADO a trabalhar com IE (qualquer versão, pelo menos isso!). O “avançado” sistema de gestão de saúde da PT, o SALUS, não aceita outro browser. É uma vergonha! Só utilizo o IE9 para isso, pois de resto fica muito atrás do Chrome em velocidade, conectividade e personalização. Mesmo o meu querido Firefox anda mais lento que o browser da Google.

    • pfbatista says:

      O firefox é mais lento nalgumas tarefas porque vem com uma configuração padrão para garantir uma maior estabilidade.

      Se fores ao — about:config — (escreve isso no endereço) lá podes acelerar e muito o firefox, há várias paginas na net que explicam os melhores parâmetros a alterar, mas tem cuidado, podes crashar o FF.

      Por exemplo, se aumentares o numero de conexões no FF, ele fica-te muito mais rápido… mas se toda a gente fizesse isso, alguns websites poderiam “cair” por excesso de conexões… tem de haver um bom senso na configuração, e os programadores do FF tiveram-no em conta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.