Deep Web – O lado obscuro e secreto da Internet

Por Cláudio Catarino para Pplware.com

Destaques PPLWARE

197 Respostas

  1. João M. says:

    Muito interessante… Obrigado pelo artigo!! =D

    Mas de que forma poderei abrir o link para a “Hidden Wikipedia”?

    Continuem o vosso excelente trabalho!

    • Morpheus says:

      Como disse anteriormente, apenas funciona da rede Tor! Google is our friend, vais encontrar a resposta! 😉

    • al.. says:

      tens que ter por exemplo…o tor browser…quem sabe

    • Ricardo Carvalho says:

      Faz download do Tor e executa-o para puderes aceder, só através dessa rede é possível visualizares esse link, bem como outras páginas, com o Tor estás a utilizar proxis que te mantém “anónimo”, mas usa com cuidado, coloquei as aspas no anónimo porque dependendo da perspectiva podes eventualmente não estar assim tão “anónimo”… 😉

    • Francisco says:

      http://archetwist.com/en/opera/operator

      ou

      procurar a versão portable do Opera Tor, instalar no disco amovível.

    • André Duarte says:

      Para poder aceder a sites “.onion”(que são os sites que necessitam que esteja conectado na rede Tor) é preciso instalar este programa : https://www.torproject.org/download/download.html.en
      Este programa é o que o liga a rede Tor que depois da para acessar aos sites .onion (porque depois há outros como os sites i2p e freenet mas para isso já precisam de outros programas).

      Instruções:
      1-Instalar “Vidalia Bundle” (tem de ter o firefox porque é um plugin para la)
      2-Ir a o firefox e depois Firefox->Opções->Opções->Avançado->rede->Ligação-> Definições
      e “Na configuração manual de proxy:”
      Em “Proxy HTTP:” por “Localhost” e em “porta” por 8118
      3- iniciar o “vivaldia.exe”
      e já devem estar prontos.

      Tem aqui alguns sites por onde podem começar:
      http://kpvz7ki2v5agwt35.onion – The Hidden Wiki – tem todos os tipos de informação sobre este tipo de sites (este recomendo completamente porque tem vários links para todos os tipos de site e tem informação sobre o Tor

      http://xmh57jrzrnw6insl.onion/ – TORCH,é um motor de pesquisa de sites Tor
      http://eqt5g4fuenphqinx.onion/ – Centro .onion, directório de sites Tor
      http://4jbxjjrbakmdcmvb.onion/ – TorMarks, outro site de directórios
      http://p2uekn2yfvlvpzbu.onion/ – LiberaTor – Armas e perguntas sobre treino militar
      http://jhiwjjlqpyawmpjx.onion – Tormail para fazer um mail grátis e anónimo no tor
      http://4eiruntyxxbgfv7o.onion – TorPM Para mandar mensagens em segurança
      http://3c3bdbvhb7j6yab2.onion – Totse2.com Forums
      http://zw3crggtadila2sg.onion/downornot/ – Down or Not? for Tor Hidden Services
      http://3suaolltfj2xjksb.onion/ – TriPh0rce’s pagina. tem uma livraria, por assim dizer um hidden wiki mais limpo, e também tem outros sites .

      Atenção não façam nada pessoal com isso ligado , nem instalem plugins no firefox.
      Se quiserem mais informações podem responder a este comentário.

      • Luiz Felipe says:

        A informação sobre a existência de camadas procede? E quanto ao Tor para android? Já usou? Obrigado.

        • André Duarte says:

          Eu não sou pro neste assunto, e também só descobri a algum tempo este assunto e tenho andado a pesquisar sobre isto, porque incrível que pareça, há muitos forums a falar sobre isto. E pelo o que eu li existem pelo menos 8 camadas, eu não posso dizer se é verdade ou não, o que eu sei dizer é que não é de todo descabido porque ate tem um pouco de lógica. Dizem por ai que a partir do nível 4 já é preciso saber de mecânica quântica e claro ter um”computador a altura (ou seja, nada destes computadores normais), agora se é verdade ou não, não sei. Em relação ao tor para android não sei se sequer existe. Mas vasta pesquisar por exemplo “como acessar onion sites no android” se não encontrar nada pode escrever em inglês porque nessa língua deve encontrar de certeza.

          • Luiz Felipe says:

            Instalei o tor no android mas ainda não testei. Pra quem quiser baixar chama-se orbot. Realmente muito interessante esse assunto, é isso aí.
            Obrigado.

      • josue says:

        olá André,vc conhece alguns sites mais específicos que poderia me fornecer via email?

        • André duarte says:

          Eu não sou perito neste assunto, por Isso não sei assim muitos sites, mas sei que neste link:http://kpvz7ki2v5agwt35.onion, tem de tudo, e acho que este é um bom site onde estam muitos tipos de site, neste site até tem motores de busca para sites onion. Espero ter ajudado. Mais alguma coisa pode perguntar.

      • Ricardo says:

        André, eu tenho visitado o Hidden Wiki, vejo bibliografia rara, sites de contratação de hitman, drogas. Mas não funciona nada… o pessoal diz para ter cuidado com as atrocidades tipo canibalismo, etc. mas não vejo nada disso. Algo errado na minha pesquisa? é preciso ultrapassar alguma barreira, para ver… seja o que for?

      • ruben silva says:

        Andre duarte, eu fiz como voce disse, acessei ao wikipedia para desta internet esquesita xD

        No entanto, a internet fica muitoooooooo lenta é normal ?

        Ter instalado o villa ou andar neste tipo de internet, vai fazer com que me prejudique ? Pois acesso a conta bancarias, e contas virtuais com dinheiro e tneho medo que isto acesse as minhas informações..

        • André Duarte says:

          Sim é normal que seja muito lento.
          Quando acessar as suas contas é melhor nao ter o programa ligado. Claro que é menos seguro que a “net normal” mas desde que não acesse a sua conta com o vidalia ligado acho que em principio nao vai haver problema.
          Tambem nao use sites como o youtube nem sites que usem flash ou outro tipo de plugin porque esses tipos de programa tem falhas e os hackers conseguem fazer estragos atraves disso.
          Mas tb nao esotu aqui +para assustar mas sim para avisar.
          Tente pesquisar um firewall melhor e pesquise no google como se preparar melhor para nao ter problemas desse tipo nem se preocupar com isso.

    • É mais seguro e recomendável fazer isso através de uma distribuição Linux gravada em um pendrive. Recomendo usar a Tails Linux (http://tails.boum.org/). A melhor forma de você obtê-la e gravá-la em um pendrive é, caso você seja usuário Windows, é usando o programa LinuxLive USB Creator (http://www.linuxliveusb.com/). Esse programa pode baixar e gravar automaticamente a Tails em seu usb.
      Depois de iniciar pela Tails, basta ir no endereço http://3suaolltfj2xjksb.onion/hiddenwiki/index.php/Main_Page. Esse é o link sem pedofilia.

      • Esse papo de que a Deep Web representa 80% de todo o conteúdo que existe é a maior falácia. Mesmo na camada mais fácil de penetração, que é a mais comum para o povo em geral utilizar, pouca coisa se encontra que seja útil. Ou os motores de busca que existem por lá não funcionam como deveriam, ou realmente não existe esse volume que dizem existir. E até é lógico; se a maioria esmagadora dos usuários estão na surface produzindo todo seu conteúdo como é que poderia haver um volume muito maior de informação na Deep Web?

      • Morgana says:

        Lex fiz o download do Tails.. agora não entendi a segunda parte, como faço para colocar o Tails no Pen drive ou em um DVD? poderia fazer um tutorial disso no seu Blog? acredito que essa seja mesmo a maneira mais segura até agora pelo que vi, de acessar a Deep Web. Estou deixando de acessar a DW, para encontrar um metodo que menos exponha meu HD (meus dados) à ela. desde já agradeço. abraços

  2. Sérgio Trindade says:

    Já contactei com esse mundo e não penso voltar lá visto que encontrei umas coisas que nunca me passavam pela cabeça,e que nunca imaginem que fossem possiveis…

  3. Morpheus says:

    Para aceder a esta rede há que estar na rede Tor.

  4. Daniel Gomes says:

    Lá esta muita coisa “normal” mas muita porcaria também, pedofilos e tudo mais andam por lá e imagens de crianças, droga, armas, e tudo que de mais ilegal há

    • Daniel Gomes says:

      Sinceramente até acho que isto é daquelas coisas que não deveriam ser postas/debatidas aqui

      • Morpheus says:

        Viver na ignorância é muito pior… Ao menos as pessoas ficam a saber que a Internet não é apenas Google e Facebook.

        • Daniel Gomes says:

          Tráfico de armas, crianças, pedófilia, vendas de droga, serviços de hitman, etc.

          Claro que só estou a enunciar as coisas piores mas quem vai lá acaba por ver tudo

          • Scheldon says:

            Discordo, mesmo sendo terra sem lei a pessoa só vai achar esses conteúdos se estiver disposta a ver.

          • Windux says:

            Esses tópicos que referes são apenas “normais” consegues encontrar isso sem ser na deepweb em versão mais “amadora”. Na deepweb tu vês a realidade de um mundo que só encontras no cinema, do género de “The Human Centipede ” ou “A Serbian Film” ou coisas que nós comuns mortais não imaginados porque não são gerados na nossa imaginação, e aceder a lado não é nem será para o comum mortal. Esquece!!! Não vai ser um proxy dinâmico que te vai levar lá… precisas de algo mais…

          • Cláudio Catarino says:

            É um assunto “pesado”, mas é o mundo que vivemos e nem tudo é um mar de rosas, temos que estar preparados. E conhecimento nunca é em demasia, seja o que for 😀

          • Paulo Ferreira says:

            Welcome to the real world…

      • Vítor M. says:

        Daniel Gomes então não temos de dar a conhecer um mundo que existe por baixo dos teus pés?

        Não estamos a ensinar como fazer e ir aos sites de conteúdos xpto, estamos a dizer que existe um mundo por de baixo dos pés de cada um de nós quando navegamos e que muitos de vós… desconhecem totalmente o que lá existe.

        Agora já sabem, podem estar preparados e preparar os seus, estar tentos e saber que armas usar para defender o que entendem ser a normalidade, que falas.

        O pior inimigo de cada um de nós… e a ignorância. Não sei quem foi o ilustre que disse isto mas já é velho este dizer…

        • Daniel Gomes says:

          Deviam então deixar uma nota grande com o que podem encontrar lá, porque a maior parte nem lê o artigo todo, mais acima já ha users a perguntar como, logo vê-se que nem metade do artigo leram!

        • Nils says:

          Por acaso também tenho duvidas quanto a divulgação ou não principalmente num site deste tipo. Claramente ainda não tenho opinião formada. No entanto, acredito que tenham ponderado devidamente antes de colocar o artigo no ar.

          Uma nota: uma coisa é informar da existência de algo outra é dar ou indicar os recursos necessários para aceder a esse algo.

          Pessoalmente recomendo que quem não fazia ideia do que era a deep web que não tente aventurar-se. Passe a frente. Não estou a dizer para se fechar os olhos e fazer de conta que não existe…mas duvido que faça falta a 99% das pessoas, até porque muita coisa é falsa ou ilegal.

          • Nils says:

            Por acaso também tenho duvidas quanto a divulgação ou não principalmente num site deste tipo. Claramente ainda não tenho opinião formada. No entanto, acredito que tenham ponderado devidamente antes de colocar o artigo no ar.
            Uma nota: uma coisa é informar da existência de algo outra é dar ou indicar os recursos necessários para aceder a esse algo.
            Pessoalmente recomendo que quem não fazia ideia do que era a deep web que não tente aventurar-se. Passe a frente. Não estou a dizer para se fechar os olhos e fazer de conta que não existe…mas duvido que faça falta a 99% das pessoas, até porque muita coisa é falsa ou ilegal.

          • Vítor M. says:

            Ponderado? Sim, como todos os outros posts. É informação relevante, importante, dentro da nossa linha editorial e que faz falta aos nossos visitantes, enquanto site de tecnologia que somos.

            Não ensinamos nada, apenas damos a conhecer um mundo que existe.

        • José Moreira says:

          A ignorância é muito mais cómoda e conveniente. Dá-nos uma sensação enorme de felicidade e despreocupação. Mas muito melhor que ignorar, é fechar os olhos para não ver. Que paz, que serenidade!

        • Gilberto Pereira says:

          Gostei muito de conhecer este universo que desconhecia por completo, mas sempre me interroguei porque razão, nos casos de pedofilia, tráfico de droga e outras cenas ilegais, não fechavam os sites, não barravam essa actividade.

          Agora percebo a razão.

          Vocês são grandes, e por isso não dão hipótese. Vejo muitas vezes criticas e povo descontente, só treta, eles sem o pplware só têm ‘pão com manteiga’…

        • SatoMew says:

          O meu avô paterno, que infelizmente já faleceu, costumava dizer que devemos conhecer tanto o bem como o mal: o bem para o praticarmos e o mal para nos defendermos dele.

        • Marcelo Jordao says:

          por outro lado na “Matrix”… “Ignorance is a Bliss”

    • SatoMew says:

      Então preferes ficar na ignorância? Claro que todas essas coisas negativas e más existem, não é por nos afastarmos delas que deixam de existir e de fazer o que fazem.

  5. José says:

    Há conteúdos que uma pessoa não imagina serem possíveis de publicar e que depois de vistos só sobra arrependimento por não ter tomado a “blue pill”. O problema dessa rede é que todo o podre da humanidade acaba por cair lá.

    É uma autêntica Sewer Web.

  6. Pedro says:

    O mais interessante são os livros raros.
    Dá para infiltrar a informação?

  7. vi says:

    A chamada deep web **NÃO** é exclusiva da rede TOR.A deep web refere-se a toda a informação que não é correlacionada ou se encontra visível utilizando os motores de busca.

    Uma página alojada de flores no terravista ou no uol que não seja visivel nos motores de busca, entra na categoria da deep web. Portais privados de empresas, só acessiveis aos colaboradores é deep web. O conceito de Deep Webnão significa automaticamente gore ou mesmo ilegalidade, nme mesmo é um conceito novo. Alias, o agregador mais famoso de conteudos “estranhos” era a famosa pagina O Lado Negro da Web. Era uma boa janela e entrada para a chamada deep web.

    • Pedro Miranda says:

      Exactamente.
      Eu tenho um site alojado num servidor Sérvio há 10 anos e nunca apareceu nas pesquisas do google ou equivalentes… Há tanta coisa por aí disfarçada de outra 😉

    • VitorPyros says:

      Sim, tens razão. Esta informação é algo que deveria estar no tópico principal. Ainda não utilizei esses browsers, mas o artigo e os comentários dão a ideia que as camadas se referem a caminhos obscuros e de incremental dificuldade e que levam a um mundo desconhecido.
      Mas a realidade é que a internet não tem informação de topo ou de submundo ou que é acedida por camadas. É tudo informação que é indexada ou não a determinados motores de busca. Sites em servidores pessoais, informação interna e externa de empresas, bases de dados, informação alojada em sites publicos/privados e informação sobre os próprios sites, etc. Essas supostas 8 camadas, que podem bem não ser 8, mas sim serem infinitas, são na realidade diferentes tipos de informação, com diferentes técnicas de segurança. Mesmo esses sites onion são apenas informação organizada que não é aceite pelos normais motores de busca e como tal é acessíveis apenas a quem a procura ou mais antigamente, aos escolhidos para obter essa informação. Mas se está organizada é provavelmente controlada por varias agências secretas quer legais quer ilegais.
      Resumindo, a deep web não é uma descida ao oitavo subsolo do inferno, é mais como as 8 portas para aceder a diferente informação que flui online.

  8. Renato says:

    Que grande coincidência, já tinha ouvido falar da deep web já a muito, e não é que hoje precisamente a umas 3h atrás eu resolvi fazer uma pesquisa e ir mais afundo na questão, já tenho instalado/configurado o tor e já andei por ali um bom bocado. Mas digo já, não sei se é por eu não estar habituado, ou não saber ao certo o que procurar mas é bem difícil achar o que quer que seja. Muito bom artigo, dava-me era jeito ter lido antes de aventurar-me na deeb lol.

  9. Jorge says:

    Blá Blá Blá.
    Acho bem que falem da sua existência, é óbvio que existe algo mais e muitos mais para aquilo que lidamos diariamentena web dita comum.
    Já andei, ando e continuarei a navegar por lá, não com interesse de ver aqueles conteúdos porno/marados. Porque por lá não existe só disso.
    Agora cada um é responsável pelo uso dos seus conhecimentos / actos. Por outro lado, já toda a gente sabe que esse tipo de conteúdos podem ser encontrados tb na dita web comum.
    😉

  10. canelas says:

    Já li algures que a deep web é a melhor alternativa aos p2p e cyberlockers.

  11. Vítor silva says:

    já tinha ouvido falar sobre isto, fiquei interessado não na parte gore mas na informação que lá se pode encontrar, qualquer dia vou lá xD

    Bom post para quem ainda não ouviu falar…

  12. Profect says:

    1º o tor não te deixa no anonimato, o tor apenas te muda o ip sim, mas para poderes correr links .onion .
    Para confirmar isto é facil no Cadalia consegues ver todas as pessoas ligadas a rede(deep web) e o seu país de origem.
    2º a deep web não é uma brincadeira.. e para quem não está consciente do perigo que pode ser nem vale apena entrar..
    Existe uma “barreira” na deep web essa “barreira” consta em que muitos hackers tentam afastar os curiosos da deep web.. muitas vezes por malwares atraves de flash, javaScript..
    3º As supostas camadas, isso não passa de um boato.. como que o julian assange foi o único a entrar lá.. não passam de boatos. a deep web não é pensada como uma internet pública e por isso tem que se ter cuidado.. se uma pessoa for lá procurar uma coisa específica, em principio não há problema.. o problema é quem quiser explorar, sem fazer a mínima ideia onde clicka..
    4º Sim tanto o wikileaks como os anons foram “criados” lá, a ideia começou lá.

    A deep web tem informações fantásticas para além de drogas, pedofilia, venda de armas, assassinos contratos.. mas por muitos é visto como um porto seguro, que não quer deixar de o ter porque curiosos chibaram x ou y..

    Aconselho vivamente a deep web para aprender.. mas conscientes que têm que ter cuidado e estarem protegidos..

    Cumps,
    Profect

    • NOTprofect says:

      estás enganado Profect, existem camadas sim senhor, e o TOR só acede á primeira delas….
      Com a Freenet já acedes até á quarta camada…
      Mais do que a 4 não sei, mas dizem que já são mais de que 8….

    • dwz says:

      Os anons não comecaram no TOR, mas pode-se dizer que comecaram na “deepweb” se se levar em consideração que a deepweb é todos os sites que o google não indexa. Os anons comecaram originalmente no /b/, um board do site 4chan, que é acessivel normalmente, sem programas especiais (se bem que um proxy nao faz mal), mas é considerado deepweb, porque qualquer thread nesse site nao dura mais que escassos minutos, logo o google é incapaz de indexa-lo. Quanto as “camadas”, isso é mais paranoia que outra coisa. Pode-se dizer que a “deepweb” tem dezenas ou mesmo centenas de layers, cada um diferente, cada um para sua coisa, mas não é uma escada. Com o TOR consegues aceder a uma porção de websites que não estão disponiveis normalmente, no i2p etc consegues aceder a outro tipo de websites que tambem nao estao disponiveis… mas tambem consegues aceder a sites da deepweb (a maioria, diga-se) directamente do vosso browser, basta saber o que procurar e onde procurar (o google não vos vai ajudar nisso, sry).

      trust me, i know what i’m talking about.

  13. Ana santos says:

    pouco se aproveita deste artigo. quem o escreveu fumou alguma coisa, visto que fartou-se de inventar. mas hey, em terra de cegos…

  14. Dat55 says:

    como se acede à deep web? Gostava de dar uma voltinha por la 🙂

  15. André says:

    Acho que vocês estão ser muito irresponsáveis ao publicarem este tipo de informações. A meu ver isto é comparável com dizer a verdade onde está escondida a “arma” ao psicopata, ou dar as ferramentas necessárias ao maluco que não sabia onde elas estavam. Não é uma questão de elucidar as pessoas da verdade – que verdade é esta que é assim tão necessária?
    Podem argumentar como quiserem, mas hoje fizeram um serviço, não à verdade, mas aos malucos que precisavam de uma “ferramenta”; facilitaram-lhes o trabalho e eles agradecem.

    • Cláudio Catarino says:

      Este é um artigo como todos os outros, isto sempre existiu e sempre vai existir, o que se pretende com este artigo é dar a conhecer que há muito mais do que aquilo conhecemos, e exemplos disso, Se vamos por essa lógica dos psicopatas como disse-te, muitos artigos e muita informação não era publicada . A deep web tem lados muito bons, que é isso que a maioria das pessoas não percebem

      • André says:

        Dou-te razão. Agora, com mais tempo, fui consultar o que de facto são esses pseudo-domínios e os seus conteúdos, e de facto, se existem coisas horríveis, também existem coisas positivas. Pensei logo que fosse uma rede que só “alojava” conteúdos negativos. Também os há, mas pronto. Peço desculpa ao pessoal da Pplware por ter sido tão precipitado. Um abraço.

    • rand says:

      Hum….. encontrar a deep web não é mais dificil do que encontar porno por engano…. e um psicopata (usando o te exemplo) de certeza que encontra este tipo de coisas sem precisar de ler artigos como este.

    • Guilherme Lino says:

      Pensem nas crianças!

  16. Carlos says:

    ok ja tenho o tal browser… e agora? existe algum motor de busca so para conteudos na deep web?

  17. BB says:

    Artigo interessante. 🙂

    Mas era interessante um tutorial completo de como entrar e navegar em segurança pela deep web. Alertando também para os cuidados a ter.
    É que este artigo vai levar certamente muita gente a tentar faze-lo.

  18. Luisa piratinha says:

    Aki foi onde o cara vendeu a própria mãe e postou o video a esquartejar o pai kkkkkkkkkkkk

  19. neolinda says:

    Tudo tretas.
    A onion, i2p, usenet, é apenas uma rede que não usa a “infraestrutura” normal, se a internet normal é a edp, a onion será a endesa.
    Se queremos um site.pt registamos o domínio no dns.pt, estes sites não se registam no dns.pt, registam-se no dns.onion.
    Nós para consultamos um site francês, não precisamos de fazer nada, os dns franceses estão “inscritos” nos dns portugueses e nos dns “centrais”.
    Acontece que a onion e cª não se inscreveu em lado nenhum, por isso não acedemos quando estamos na internet normal, até à altura em que adicionar-mos os a union às nossas internetes, tal e qual nós ou os técnicos fizeram quando instalaram a internet.

    Outro aspecto é o tor, um criminoso mal intencionado saber o nosso ip é totalmente inócuo, isto se nós tivermos o cuidado de ter os sistema operativo actualizado (não interessa qual) e talvez um antivírus + firewall + antispyware sejam úteis, mas o que é importante é a password no nosso router (alguns routers de alguns operadores vem pré-configurados sem palavra passe, um gajo num browser de um computador qualquer, no endereço põe o ip de uma ligação qualquer, e põe como nome de utilizador administrador, deixa a palavra-passe em branco e já está dentro…, e não há tor que salve, manda um pacote, recebe o echo e prontos já está…).
    Agora o tor funciona por acrescentar vários computadores no caminho da informação, como numa ligação cada computador é um conjunto de hipóteses para nos atacar e roubar (tão maior ou menor conforme a qualidade da segurança deles), a nossa segurança sai prejudicada e não beneficiada.

    • Cristopher says:

      Neolinda….
      Tenho alguns conhecimentos em redes…
      Mas gostaria que me desse mais detalhes sobre como configurar o browser para acessar os outros site…
      Por exemplo: Na “camada 2”
      Qual seria o endereço de proxy?
      Usuário?
      Senha?
      e na “camada 3″… e por ai vai…

  20. Ruaben says:

    já tinha ouvido falar, mas quero entrar nesse “mundo” quando tiver digamos, mais maduro.

  21. Plfernandes says:

    O sapo acordou para a vida XD

  22. Boas, eu posso dizes que já por lá andei e não vi nada de mais. qualquer pesquisa que se faça retorna resultados como na web “visível a todos”…

  23. rand says:

    Já lá estive, a história das camadas não é exactamente assim, todas as medidas de segurança que se tomam quando lá se está poderam não ser suficientes (depende dos sitios onde se vai).
    Mas não deixa de ser (mais uma) boa fonte de informações.

  24. gorezone says:

    para quem nao sabe, ha tráfico de crianças, armas e drogas, live stream de lutas até á morte, assassinos á espera de contratos, canibais e cientistas com teorias e conceitos que nao são conhecidos na deep web.

    ja la estive, é fixe.

    • kaka says:

      Ok ja andei por la e não encontrei nada de mais a não ser pedofilia afsss, sabes como encontras gore live estrem de lutas, sabe os links,,,, acho que tudo isto passa de puro boato.. cumps

  25. Pedro says:

    Bom isto é um tema deveras controverso, obviamente que para mim isto é uma novidade, se me apetece explorar e conhecer, confesso que sim mas quando tiver tempo claro.
    No entanto gostava que me explicassem uma coisa : Parece ser unanime que este “submundo” é uma versão mais hardcore da web. Pelo que referem este é imensamente maior que a “Web Normal” agora tenho a seguinte duvida, se é maior e é restrito ao comum internauta como é que pode haver assim tanta informação… e já agora se a informação que é partilhada é digamos, pouco propria, só posso dizer que o mundo está perdido porque 33% é pedófilo outros 33% são traficantes de armas e os seguintes de droga !!!

    • Sergio says:

      Então não sabias que a maior parte das pessoas são maradas? Se calhar também não sabias que nos países de leste e da américa do sul estão infestados de superclusters a fazer de datacenters.

      uma criança de 5 anos quando chega a um sitio novo também acha aquilo do tamanho do mundo.

      obviamente que existe a net não catalogada, mas está carregada de mito em que só os adolescente e mais alguns acreditam que é tudo o que pintam por aí

      Muito maior que isso é o universo da net “chinesa” que nos escapa completamente. Mas não só. Por exemplo a “net francófona” também nos passa completamente ao lado. O que quero dizer é que nós olhamos apenas para sites em portguês e para inglês (ok, às vezes uns chinezes ou russos quando estamos à procura de um crack qq). Aí sim está apenas uma parte da informação global

      Claro que os sites de conteúdo ilicito se querem mover nesse submundo

  26. gorezone says:

    Dear pedro

    a maioria da informação é partilhada lá e só é vista cá em cima, daí acharmos que a informação é toda nossa, nepia nao é, é de quem lá está a passa-la, é na deep web que sai toda a informação governamental, é lá que informações que poderiam desencadear guerras a nivel mundial.

    Yours Sincerely, Deepweb guy.

  27. Costa says:

    Bom artido. Porém a ignorancia sobre o assunto continua a ser muita para algumas pessoas , não pela falta de informação mas talvez pela forma que a informação tem sido passada . Muito do que se lê sobre a Deep web (não estou a falar desde artigo) , parece querer mostrar apenas o lado mau da coisa, secalhar muitas vezes pela falta de conhecimento que os autores dos blogs e afins têm. É certo que se encontra muita porcaria , mas isso está em todo lado e no dia a dia . Eu, pessoalmente aconcelho quem tem curiosidade a dar uma vista de olhos, mas claro que têm de saber o que procuram ou então passar ao lado do que não querem ver.

  28. pikiman says:

    Ha muito tempo que não via um artigo tao interessante e bem construido no pplware.com. Deixo aqui os meus mais sinceros parabéns e espero que este tipo de artigos (de valor acrescentado) surgam com mais regularidade.

    Um abraço.

    • Pedro says:

      Confesso que partilho da tua opinião, um artigo bastante elucidativo acerca do mundo virtual. No entanto o que me deixa mais curioso é ver que há pessoas que defendem a todo o custo a não divulgação deste assunto… faz lembrar as inquisições !

  29. Miguel says:

    Devo dizer que ao ler o titulo do artigo assim de repente me deixou apreensivo.Quem tem conhecimento de redes conhece a Deep Web á muito tempo, e quem tem esse conhecimento sabe se proteger para aceder e navegar. Não acho correto divulgar-se este tipo de informação num site que tem se destacado e ensinado tantos utilizadores a usufruir e bem da Internet e tudo o que envolve tecnologia.
    Com certeza que depois deste artigo muitos leitores vão se aventurar na Deep Web, e claro dar de caras com a Dark Web e ter alguns dissabores com o que vão ver e quem vão conhecer.
    Claro que é a escolha de cada um, mas também penso que se deu o gatilho da curiosidade a um qualquer Lammer que leia este artigo.

  30. sakura says:

    +18
    Por favor usem, pelo menos isto,
    https://pplware.sapo.pt/windows/software/oracle-vm-virtualbox-4-2-acaba-de-ser-disponibilizado/
    Anonimato na net? Lol. A infraestrutura é usada por montes de organismos bancos, tribunais, gnr, psp, governo, nasa, meo, telefones, etc todas elas com mais ou menos segurança e com regras próprias, com proctólogos as vezes muito diferentes do tcp/ip .
    Muitos “grupos” também temem a sua net “privada” que usam para fins não muito legais(é discutível ).
    O facto de a visitar pode acabar com um pc zombi. ou pior usarem o seu pc para cometerem ilegalidades.
    Na realidade a Deep Web é a net mais vigiada de toda a rede
    Bom artigo.
    Nota:
    Já estou a ver os pc s Magalhães e os putos na Deep Web.

    • Cenas says:

      Vai estudar ò sacura!!! Não sabes do que escreves!

      Proctologos!!! Lol

      • sakura says:

        Culpa do office, em pt a culpa é sempre do outros.
        É só uma gralha. Lol.
        Infraestrutura== tudo o que está ligado á web pc s, telemóveis, routers, domótica , satélites, veículos automóveis , centreis elétricas, etc etc ,
        E para toda a rede ficar vulnerável basta um dos dispositivos falhar……
        Ou estupidez humana, como logar como root de um telemóvel, ou com router wi-fi .

  31. Gilbert Machado says:

    Muito bom! Obrigado pelo artigo!

  32. fartodeles says:

    Pela opinião de alguns, que eu quase partilho, não deviam por estas coisas, de escuridão, deviam antes ter uma rubrica com orações. Enfim coisas santinhas que não ofendam algumas sensibilidades

  33. Helder7 says:

    É lento como tudo… Nao ha nenhum booster?

  34. Jorge Santos says:

    O assunto é interessante, muito interessante, mas os comentários esses são dignos de um estudo mais detalhado, claro que não sou a pessoa indicada para detalhar não me compete a mim refazer ideias ou conceitos individuais. Mas, por amor daquele que por aí confiam… neste século tentar sonegar conhecimento seja ele inútil útil ou essencial parece uma parábola vicentina ( Gil Vicente ; o Google é amigo de todos…).Dito isto vamos ao assunto; sem perceber mas desconfiando desde à uns meses que frequento a auto-estrada invisível através do Tor e posso afirmar sem medos que não vejo por aí mal menor ou maior, os assuntos as matérias os prazeres vem de dentro de nós, é pessoal, sendo pessoal o conhecimento não é não ser guardado ou fechado deve sim ser partilhado e por lá é isso que se faz na maioria das vezes partilha de conhecimento…!
    …e na verdade nesse mundo só demos uns passos e descemos um ou algumas vezes dois níveis. Como alguém comentou acima existem outros níveis por explorar e ainda bem que assim é, de fato o conhecimento deixou à muito os mosteiros e os heréticos de hoje devem ser de espírito livre sem barreiras já que no dia a dia as barreiras existem e cada vez mais começam a mexer com as nossas liberdades individuais…
    Cometendo o pecado da negação ( e obviamente não alongando mais o assunto) posso afirmar que nada do que eu disse é verdade, é sim apenas um desabafo que posso negar em qualquer lado. Somos nós portugueses mestres doutorados em afirmações gratuitas… sim ou não?
    Acho que o exemplo vem de cima!!!

    Obrigado pelo artigo PPLw o meu neurónio agradece.
    Jmos

  35. Jorge says:

    Este pessoal anda todo doido… deve ser da troika…
    People como um user (neolinda) acima referiu e bem “A onion, i2p, usenet, é apenas uma rede que não usa a “infraestrutura” normal…
    Se queremos um site.pt registamos o domínio no dns.pt, estes sites não se registam no dns.pt, registam-se no dns.onion.” e outros… além de que algumas das páginas não são acessiveis mesmo que os seus respectivos links estejam na Hidden wiki….
    Se forem à wikipedia “A Deep Web (também chamada de Deepnet, Web Invisível, Undernet ou Web oculta) se refere ao conteúdo da World Wide Web que não faz parte da Surface Web, a qual não é indexada pelos mecanismos de busca padrão” tipo google. Aliás como todos sabemos o google filtra páginas nas suas pesquisas, ou será que já não repararam nisso…
    Quem quiser saber como entrar tem aqui um exemplo: http://youtu.be/z9o5yF-J3VE
    Para quem quiser saber mais: http://youtu.be/02pLs3r3_bY
    Um exemplo do que se pode encontrar: http://youtu.be/hCwawxdBVcM
    Agora cada um é responsável pelos seus actos.
    E mais, nos nosso dia a dia já não somos bombardeados com cenas de violência na TV?!!!
    🙂

  36. Miguel says:

    Pronto, acabamos aqui a curiosidade, se tiverem coragem cliquem no link e vejam o mais fundo da Deep Web.
    http://tinyurl.com/bud4

    Cuidado…

  37. Emanuel lopes says:

    eu ja estive na deep web, mas ao utilizar o tor que é o proxy, s net fica bué lenta.

    mas la tens de tudo ate coisas que voces nem imaginam

    livros satanicos
    livros como criar bombas

    e outras cenas.

    foi ai que fiquei a saber que o ricardo narvanja ja foi da team skidrow

  38. AlexAlex says:

    Muito bom artigo!!! Mas não há só a DeepWeb “do Tor”, também existe via FreeNET e I2P – eu não chamaria de camadas. Um pequeno resumo: são ferramentas diferentes para usos diferentes. O Tor é o principal, com a maior base de utilizadores e desenvolvedores. Usado para navegar no surface de forma anônima e o acesso aos sites .onion que são específicos do protocolo do Tor (só usa comunicação por UDP). O FreeNET, funciona como um P2P com encriptação em estilo militar (é extremamente lento), tem como objectivo principal troca de informações entre “amigos” (mas também há sites públicos) que se interconectam (não tão lento nesse caso), não é tão seguro quanto o Tor quando usado no modo “público”. O I2P, tem como objetivo conteúdo anônimo, é mais rápido que o Tor, usa UDP e TCP, mas com uma base de utilizadores e desenvolvedores bem menor. FreeNET e I2P não podem ser usados para aceder a surface ou .onion, apenas aos conteúdos disponibilizados em seus protocolos específicos. Ambos tem um problema conhecido: são escritos em java, por tanto consomem IMENSOS recursos para funcionar. O Tor é escrito em C. UM ERRO muito comum, que ajuda muito na lentidão da rede Tor, é utilizar o Tor com bittorrent para fazer downloads anônimos, porém a primeira coisa que o bittorrent (protocolo) faz é entregar o IP do requisitante para realizar a conexão (salvo engano há inclusive algo sobre isso no site do Tor). Por tanto, utilizar Tor+Bittorrent não vai fazer com que fique anônimo durante os downloads devido a essa especificidade do protocolo. Para fazer downloads de torrent de forma anônima o ideal é usar ferramentas específicas como o OneSwarm ou usar um proxy como o BtGuard.

    • AlexAlex says:

      Completando: O Tor funciona basicamente utilizando nodes e criptografia, se não me engano 3. A informação é criptografada na origem, primeiro node > criptografada novamente, segue para o segundo node > criptografada de novo, terceiro node > onde é descriptografada e entregue ao destino. O maior problema de aumentar a velocidade do Tor são as questões legais para as máquinas de saída. Há sempre gente querendo disponibilizar recursos para os nodes intermediários, mas por questões legais poucos se disponibilizar máquinas de saída, onde pode ser conhecida a informação que está circulando, quando não são .onion. Numa próxima conexão serão utilizados uma nova série de nodes, não repetindo a anterior, assim torna-se virtualmente impossível rastrear a origem.

  39. AlexAlex says:

    Também vale comentar que o Tor foi criado para a U.S. Naval Research Laboratory. Em fim, para comunicação governamental. 😉

  40. PH says:

    The blue or red pill?

  41. Curioso says:

    Salvo erro estão contidos artigos de cientistas (pensava que todos poderia ter acesso). São info que podia destruir o mundo ou simplesmente querem manter a privacidade da sua investigação?

  42. D4rk$1d3 says:

    Como utilizador e conhecedor do “dark side” da web, venho alertar os noobs par os eventuais perigos que possam surgir.

    A ignorancia pode ser uma benção, mas também pode ser má!!!

    “If you only knew the power of the Dark Side”…… Darth Vader

  43. Krasy says:

    pk que toda a gente só fala de cenas maradas na deep web aka dark internet??
    o k se encontra lá (é de tudo) vai consoante a idéia de cada um, sim realmente aprende-se a fazer bombas,a entrar em jihad’s ,á pedofilia zoofilia, etc.. ou seja todas essas cenas maradas.
    mas isso para kem ker pois kem quizer ler sobre linux, redes, avanços tecnológicos tem de tudo “ao mais alto nível”.

    mas aqui fica um aviso “ENTER AT YOUR OWN RISK” pois se se assustam com virus da tanga com avisos da psp para pagarem multas então o melhor é 1º dominarem a surface e depois irem para a deep.

  44. jose machado says:

    Juro que li o artigo e os comentários todos com atenção.
    Eu, que apenas sei uns rudimentos do uso da internete, fico abismado com a informação que, a este nível, existe em tanta gente,mais que o facto de haver “outra(s)” net inacessíveis à maioria, cujos conteúdos e objectivos imagino.
    No entanto, sinto alguma pena que o português usado nesses comentários,traia,por vezes, a qualidade dos conteúdos expressos.Então, faço um apelo a quem participa tão interessadamente comentando, para que tenha mais cuidado na correcção ortográfica com que escreve.Pelo menos, fica mais bonito…
    De qualquer forma, muito bem!Parabéns ao Pplware e a todos os que participam.
    Ps: Por exe: quando é que se escreve à ou há? Fácil: substitua-se mentalmente por HAVIA. Se a frase aceitar escreve há (v. haver; se não aceitar escreve à.

  45. Luiz Felipe says:

    Não te muita coisa em português né? Estou curioso pra entrar e ver o que acho de livros.

  46. David says:

    Que bicho de sete cabeças que vocês fazem…
    A “deep web” não é nada mais nada menos que uma rua no Bairro Alto.
    Tem de tudo, apenas tens de saber procurar… e não é por não quereres, que as coisas vêm ter connosco.

    É apenas uma www sem censura, sem tabus, nua e crua; tal como a nossa vida (não é por não os vermos, que os assassinos, os violadores e os pedófilos, deixam de existir).

    É como é e não morde a ninguém.

    • Luiz Felipe says:

      Tem conteúdo em português?

      • Emanuel Lopes says:

        existe foruns de hacking em brasileriro, mas a maior parte é inglês

        • Luiz Felipe says:

          Certo, obrigado. Vou esperar o final de semana e vou configurar aqui. Vi em um site uma recomendação pra se usar a distribuição Tails para acessar a Deep Web, é baseada no Debian e já tem o Tor configurado. Que coincidência ter um fórum brasileiro, pois sou brasileiro, inclusive algumas palavras que disseram aqui nos comentários eu não entendi muito bem, pois nosso português é um pouco diferente.

  47. José Cavalo says:

    Há uma coisa que me faz uma certa confusão aqui. Se é um mundo desconhecido, o utilizador normal como todos nós aqui não o conhece ou pode ter um certo conhecimento, mas não um conhecimento aprofundado, sabendo que grande parte de toda a internet é utilizador comum, como é que dizem que a Deep Web é 80% da Internet e que o utilizador comum são 20% das pessoas?

    • MokaS says:

      Não… A maior parte das pessoas só tem acesso a 20% dos conteúdos; apenas uma pequena parte consegue ver os 80% através de ferramentas como o Tor.

    • José Cavalo says:

      Percebo o que estás a dizer. Mas tenta pensar desta maneira: 80% dos conteúdos, quem é que mete os conteúdos? As pessoas. Sendo os utilizadores comuns muito mais e não têm acesso aos 80% da informação, os poucos que têm acesso, como é que criaram um império tão grande com tão poucas pessoas?

      Estamos a falar da Internet, um mundo vasto e eu sei disto, só que o conteúdo deste post deixa-me pouco credível e não têm, no meu ver, as fontes necessárias para ser credível.

      • CoverThat says:

        A informação que o facebook guarda das pessoas, que a google guarda nos motores de pesquisa, os videos que o youtube tem, redes internas de empresas…. tudo isso é considerado dark web. Daí os 80% 🙂

    • POliveira says:

      @José Cavalo

      O teu raciocínio faz todo o sentido.
      A resposta à tua pergunta é uma combinação de dois factores:
      1. Esse tipo de afirmação de que a Deep Web contém 80% do conteúdo total da internet e afirmações similares é especulação e, na maior parte dos casos, serve para mistificar essa “região” da internet.
      2. Como o @CoverThat disse, o que acontece é que a maioria (estimo eu) do conteúdo presente na Deep Web consiste em dados pertencentes a redes privadas, nomeadamente empresariais e governamentais e que acumulam muita informação, como deves calcular. Daí vem o mote para depois apregoarem que a Deep Web tem X% do conteúdo da internet.

      De caminho saúdo o facto de ainda haver gente que pensa pela própria cabeça, como tu, e que vê que algo não bate certo quando nos tentam enfiar certas ideias na cabeça.

  48. Texugoelectrico says:

    Bem, com tanta resposta não sei se alguém vai responder às minhas perguntas mas pronto…

    1ª- Vamos lá ver uma coisa, existe a rede Tor e tal sim senhor mas quando se diz que apenas 4% da web está acessível a todos não é, com certeza, o mesmo que dizer que no Tor (camada onion) e nas camadas seguintes estão os restantes 96%, certo?

    Por exemplo, o conceito de cloud hoje em dia é bastante comum e ao colocar-mos os nossos ficheiros num serviço de cloud qualquer estamos a alimentar a “Deep Web” até porque nem na Web normal nem Deep Web alguém vai ter acesso a eles (ok, com algum esforço com certeza conseguem) mas é óbvio que esse conteúdo não está acessível nos motores de busca tornando-se assim informação “oculta”, certo?

    Até acho que é por isso que se diz que os 96% são “deep web” pois caso contrário não acredito que por mais malandros que houvesse (ou sequer redes fechadas “intranet e até mesmo partilha de informação), perante a baixa utilização de um “serviço” como o Tor, conseguissem 96% de representação na internet, a própria lógica deita isso por terra.

    2ª- Sendo assim gostava de perceber onde se pode definir a linha que separa as “duas” webs e qual será a real quantidade de sites que só estão acessíveis através do Tor!?

    Por exemplo, ontem andava a pesquisar alguma informação bastante especifica sobre CNC routers, ora simplesmente ao escrever isso no Google não encontrava a informação que queria, apesar de me aparecerem várias páginas relativas aos fóruns mais conhecidos, no entanto acabei por encontrar alguma informação no forum de um fabricante de controladores polaco… ora esse forum nem vem nos resultados do Google apesar do fabricante vir, portanto isso já é “Deep Web”? Ou a minha página pessoal (Weebly, completamente grátis) que durante algum tempo não aparecia nos resultados, também era “Deep web”?

    Outro exemplo poderia ser um site já com alguns anos que é o “lado negro” que dava acesso às piores cenas da net (estive a ver e hoje em dia não tem 1% do que tinha há uns anos atrás…), sites que não poderiam estar no Google.

    Ou então também me recordo de quando era puto e passava horas nesses sites… bem… vocês sabem de vídeos educativos:p mas depois, site após site, uma pessoa ia “enterrando” e de repente apareciam uns sites bem duvidosos (uma vez fiquei chocado… nunca mais lá voltei).

    Acho que é isso, afinal desses 96% serão todos páginas codificadas apenas com acesso no Tor… não acredito mas é isso?

    E onde se define a linha, esses sites que estão bem escondidos, ao qual não temos um acesso normal através do Google ou outros motores de busca também são considerados da “deep web”?

    • André Duarte says:

      1-O que se diz é que a Internet do nível 1 é 20% de todo o mundo da Internet onde estão os sites como facebook,google,pplware e outros todos que são acessados normalmente.
      Mas pensemos assim esses sites tem de ter a informação deles hospedada,ou não?
      Sim, tem e é na Deep Web que essa informação toda esta,ou seja,FTP servers ,os servers dos sites tudo esta na deep web o que esta na surface web é só o aspecto visual e as informações que estão hospedadas na deep web.
      Por exemplo o youtube tem terabytes de vídeos e onde estão hospedados?
      Na deep web claro.
      Temos também o facebook que tem milhões de pessoas, fotos, vídeos e muitas outras coisas e tem tudo hospedado na deep web.
      Porque não podemos acessar a essa informação de forma normal e nem sequer esta indexado.
      Tudo o que esteja fora do alcançe normal esta na deep web.
      Conclusão: A deep web é 80% da net porque tem servers,FTPservers,todos os tipos de armazenamento para os sites e também tem sites que só se podem acessar com proxys próprios, outros com a rede Tor , outros com a rede i2P ,outros com Freenet e outros que desconheço mas devem existir.
      Dentro dessas três redes (TOR,i2P,Freenet), tem de tudo mesmo como mortes, forums para contratar assassinos, para vender droga, tudo o que possa imaginar esta na deep web, depois os níveis mais fundo da deep web já pertencem a NSA,FBI e esse tipo de instituição, ou seja, se formos a ver toda a informação de toda a gente do mundo (7 mil milhões de pessoa) esta guardada nos confins da net, por isso claro que acredito que 80 por cento da net seja a deep web.

      Ah e mais uma coisa todos os ites como piratebay,wikileaks e outros sites “ilegais” foram criados na deep web.

      2-So porque os sites não aparecem no google não quer dizer que façam parte da deep web, isso já tem haver com as paginas mais pesquisadas e outras variáveis.
      Os sites que estão na deep web não são acessados de forma normal.Só podem ser acessados por proxys específicos ou pela rede tor, ou pele rede i2p ou ainda pela rede Freenet , depois dentro dessas redes existem milhares de sites em cada rede.
      Depois há os sites que não usam o protocolo HTTP e isso ja outro campo diferente das três redes.
      Conclusão: Chega-se a deep web quando precisamos mais do que só o browser normal, por outras palavras precisa-se de outro programa (Vidalia ou outr qualquer) ou proxys específicos e ai é que se sabe que já se esta na deep web.

  49. Dev/Null says:

    Antes de qualquer tentativa de acesso à deep web via Tor, convêm dar uma vista de olhos neste artigo:

    http://anonymous.livelyblog.com/2011/12/14/tor-operations-security-tips-and-tricks/

  50. Manuel Serol says:

    O acesso via TOR é a coisa mais lenta que vão experimentar e além disso não se vê nada de fantástico ou fora do comum como aqui descrevem em vários comentários

    • Daniel Paiva says:

      com este artigo tb fui experimentar o tor browser e até ao momento partilho a mesma informação de ti

      • Daniel Paiva says:

        Numa pesquisa mais atenta já verifiquei que lá tem de tudo (conforme já foi descrito anteriormente), embora não tenha entrado porque a internet não carregava as páginas daí ter dito que não encontrava nada demais. De qualquer forma o pplware está de parabéns pelo o artigo. Com isto fiquei a saber que a internet não é uma grande invenção! Pode ter trazido muito boas coisas mas também trouxe o inverso.

        • Rui Palmeira says:

          a internet não trouxe nada de bom (conteúdo) nem de mau (conteúdo), o que lá está de bom ou mau foram pessoas que puseram, logo, a tecnologia é tudo menos culpada de conteúdos menos próprios.

  51. Melissa says:

    Parabéns pelo artigo tão esclarecedor. Que a deep web existe muitos de nós sempre soubemos. O triste é que muitos outros sequer fazem ideia da existência dela e é ai que entra a importância da divulgação. Melhor eu saber que algo existe e escolher se convém ou não conhecer, do que viver na ignorância.
    Aqui no Brasil muito se fala dela mas ainda é tudo “novidade”. Eu por exemplo nunca estive lá, embora não esconda minha curiosidade.
    Abraços, Melissa

  52. Miguel A. says:

    Não vejo qual o interesse disto para alem de proxy para navegar em anónimo…já usei muitas vezes a tentar descobrir algo, mas tudo o que se arrnja aqui, arrnja-se na WEB como a conhecemos…só tem de saber onde procurar…

    armas/bombas/porno/passes/serviços hacking etc etc…tudo isso está disponivel sem terem de vir para a deep web…

  53. k3bra says:

    No linux não consegui abrir o tor browser, experimentei no windows e abriu normalmente.

    Mais algum com este problema?

    Linux MINT 13 64bits

  54. 7core says:

    Boas pessoal.

    Eu nem era para comentar, apesar de ter gostado do artigo, mas espero que este meu texto sirva para algumas pessoas.

    Não é da minha competência defender a PPlware, porque nem existe motivo para isso.
    Existe aqui comentários de pessoas a apontar o dedo ao site/blog, por ter publicado isto, quando na verdade, basta um simples clique no google e ter muito mais informação e detalhes sobre isto, também vão apontar o dedo à google por indexar info sobre um assunto como alguns de vocês quase lhe chamam “perigoso” ou “entregar o ouro ao bandido”.

    Como é dito acima, quem procura encontra, e não só na deepweb, em qql lado. A primeira vez que ouvi falar do assunto foi entre amigos, e pesquisei info no google, e da primeira vez que acedi, cliquei num link qualquer que econtrei, e calhou-me uma ceita ou lá o que era, apanhei um dos maiores cagaços ao abrir o site.
    Nunca mais lá voltei, porque, para mim, não tenho interesse, ou vá, não tenho nada que pesquisar lá, nada que me chame a atenção.

    Acreditem que o que está neste artigo ou nos comentários, é muito pouco sobre a deepweb, posso ter lá ido apenas uma vez, mas tenho conhecimento sobre o assunto, e conheço e falo com pessoas que andam por lá.

    Segurança nunca é de mais, na deep ou surface, por isso…não arranjem desculpas.

    Quero dar os meus parabens a pplware pelo site e pelo post, ou posts, alguns deles já me safaram na minha vida profissinal algumas vezes, e antes de criticarem um conteúdo informativo, porcurem perceber se o que nele foi dito é super relevante, ou dá apenas a conhecer a existência de algo, porque como disse, sendo aqui ou noutro lado, as pessoas mais tarde ou mais cedo iram ter conhecimento disto.

    =)

  55. Leonardo says:

    SABE OQUE EU ACHEI ESTRANHO. OS SITES SÃO SEMPRE NUMEROS E LETRAS PRATICAMENTE ALEATÓRIOS. TODOS FALAM DESSES NEGOCIOS DE LUTAS, VENDA DE DROGAS, SITES DO GOVERNO, ETC MAS ATÉ AGORA NÃO VI NENHUM. PERIGOSO? COMO SE VOCÊ NÃO CONSEGUE ACHAR UM SITE QUE NÃO SEJA AJ8962LO3454?

  56. eu adore eu sei que ten quoisas asutadoras mas eu gostei

  57. Ruben says:

    alguém me fala como hackeia gente no face?

  58. Dlencastre says:

    Deepweb… Já conheço muito bem e vários níveis. Conselhos? Alguns… Placa externa de rede, de preferencia uma wifi USB, uma virtualização, antes de ligar a virtualização usar o ccleaner e elevar definições de firewall ao maximo, estar atrás defuma firewall Linux e acima de tudo quando lá andarem, além de evitar o Porn e smurf, acima de tudo o anterior é importante esta calado. Nao fazer perguntas e apenas ler e fazer cross refrence ao que leres. Se conseguires usar uma rede que não seja tua e só acedas para usar o tor… Obs adicional a placa só servira para aquilo, sem usar na net comum e eu toco a minha a cada 2 meses.

  59. Rui Palmeira says:

    *chapeu de alumínio on*

    já andei a vasculhar uns links .onion da 1ª vez que li este artigo. não me dei de caras com gore, assassinos por contrato, pornografia infantil, etc. porque não procurei por isso. O intuito da navegação era simples e objectivo, sacar o máximo de .PDF’s (ebooks) de programação, redes, etc. e volto “lá” se precisar…

  60. K0iZo says:

    A questão é: Queres o comprimido Azul ou preferes antes o Vermelho? – The Matrix

  61. JFMoreira says:

    Permitam-me desenterrar este assunto.

    Aqui tem mais algumas informações relativa ao que se pode encontrar na Deep Web.

    http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-os-8-piores-casos-da-deepweb-que-foram-parar-na-surface

  62. Tiago says:

    Alguém tem conhecimento de algum livro ou filme que aborde este tema? Mais técnico ou não, algo como um documentário ou similar.

  63. FDA says:

    a todos aqueles que não conhecem a deep web e vieram aqui para encontrar conhecimento, não vão encontrar com este artigo!

  64. manel j.r says:

    Tem o APP do tor na play store e só funciona se baixar os dois primeiros apps que aparecem. Um é o sistema tor e o outro é o navegador

  65. Diogo Lopes says:

    Na deep web tem mt cena util
    ás vezes a surface web tem cenas mais chocantes do que a deep web como mt gente diz
    claro que a deep web tem mts cenas de gore etc.. mas nunca viram cenas no fb tipo chineses a baterem em cães por diversão, cenas de gore etc…
    ouvi uma historia que um gajo fez live no fb e matou se
    e historias de pedofilia tb, ate troca de drogas ja se fez no fb

    a deepweb é so um sitio sem regras
    la encontras mt informação util mt
    sites bacanos como sites maus
    mas n se preocupem
    isto n é como a surface onde clicas num site e aparece mts pop ups de varios sites
    aki n aprece pop ups de sites de pornografia
    depende do que queres e o que precisas

    basicamente para uns a deep web é um lugar bom e para outros nao
    e para quem vive num governo onde maiorparte dos sites tao bloqueados

  66. Flávio Miguel Pereira says:

    Editores da PPLWARE, se alguma vez quiserdes melhorar este artigo fora de calónias de comentários vejam o email que vos foi enviado para o vosso email geral.

    Só para dar um cheirinho, fui durante algum tempo editor e divulgador de material da DW que encontrei e conheço a maioria do tema. Veio á vala por causa da wikileaks mas há bem melhor que uma Wook Lá por exemplo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.