Cabo do iPhone 6 será reversível em ambas as extremidades

Muito se tem falado sobre a novidade que a Apple está a preparar para o seu smartphone. O iPhone 6, como é por agora conhecido, tem gerado uma onda de rumores e de fugas de informação, que apesar de normais nestes momentos, pouco deixam de novidade para ser apresentada.

A mais recente informação surgiu num tweet de Sonny Dickson e dá conta de mudanças simples mas muito profundas no cabo de ligação do iPhone ao computador. Este cabo USB será reversível em ambas as extremidades.

cabo_iphone


Este é um rumos que ninguém esperava que surgisse, ainda para mais quando todos os anteriores se têm concentrado em várias vertentes do novo iPhone.

Desde o seu novo tamanho, à capacidade da bateria, à memória que vai ter e aos materiais que vão ser usados na sua construção, várias são as informações, mais ou menos fidedignas que vão surgindo.

A novidade que agora apareceu numa imagem publicada por Sonny Dickson dão conta de que o cabo que acompanhará o iPhone 6 terá a capacidade de ser ligado em qualquer posição, em ambas as suas extremidades.

Sonny Dickson ficou conhecido por passado por apresentar informações fidedignas e reais sobre o iPhone 5S, tendo já mostrado este ano que o iPhone 6 terá um ecrã de vidro de safira.

O Tweet que publicou recentemente mostra o novo cabo do iPhone 6 completamente diferente do habitual, e que poderá ser ligado ao computador de qualquer forma, ao contrário do que agora acontece, que obriga a que os utilizadores tenham atenção especial à forma como este é ligado.

O cabo Lightning tem já esta capacidade, mas apenas na ligação ao iPhone ou iPad, podendo o conector de 8 pinos ser ligado de qualquer forma.

A introdução do cabo Lightning foi feita em 2012 com o iPhone 5 e nessa altura a Apple apresentou-o como sendo um cabo que daria várias vantagens aos utilizadores, entre elas a possibilidade de ser ligado de qualquer forma ao iPhone, e posteriormente ao iPad.

A mudança agora a ser implementada pela Apple é feita no extremo oposto do cabo, dando a capacidade de este ser ligado à porta USB em qualquer posição.

Como sempre este é apenas mais um rumor, sustentado por uma imagem bem real, e que a Apple se escusa a confirmar ou sequer a comentar.

Se tudo correr como está a ser anunciado, será já no próximo dia 09 de Setembro que todas as novidades vão ser reveladas e o novo iPhone 6 será conhecido.





  •   
  •   
  •  
  • Pin It  
  • Imprima este artigo
  • Post2PDF


57 Comentários

  1. Sinceramente não percebo o grande alarido à volta de portas reversíveis. Podem ser convenientes e é uma evolução natural, mas é assim tão difícil apontar o símbolo do USB para cima?

    • É dificil subir escadas? Para algumas pessoas é

    • Não é difícil. mas eu diria que grande parte das pessoas nem “repara” em que posição está o cabo, simplesmente Tentam..tem 50% de hipóteses de ele estar na posição correta :)
      Com este cabo a hipóteses sobe para 100% :)

    • Que alarido?

      Simplesmente é melhor. Por quê utilizar cabos piores?

      • Por quê utilizar cabos piores?

        Porque foi a Apple a implementar.. lol

        • Pois…

          Se fosse o cabo do próximo Android ou Windows Phone, já era bué da nice, apple is doomed, já não inova lol…

          Descansem, o vosso próximo telemóvel tambem virá com um cabo desses que dá para os dois lados, se não for só numa ponta, é das duas… :D

          • Isto já está a ser desonvolvido há muito e não é inovação nenhuma por parte da apple logo porque saiu primeiro. Já pareces os fãs do samsung, mas consegues ser bem pior.

            Já viste alguma noticia sobre o desenvolvimente do usb 4.0? Não penso que seja a apple a mover o projeti, digo eu.

          • E quem disse que era inovação?

          • “apple já não inova” com tom irónico, inova sim, com coisas de qualidade e utilidade, tal como o ecrã de retina que realmente está espetacular, agora quanto a isto não têm nada de especial.
            Espero mesmo que o iphone 6 seja mais revolucionário que o 5, a tecnologia precisa disso!

          • Disse “já não inova”, a parafrasear os haters da Apple.

            Aliás, procura na net “can’t innovate anymore, my ass”… XD

      • porque será muito menos robusto.

        • Tiraste mecânica no MIT e deduziste isso pelas imagens do suposto cabo?

          • Não é preciso tirar mecânica para perceber que é menos robusto. A “placa” no conector não só é mais fina como necessita de alguma flexibilidade para poder encaixar em qualquer orientação. Isso cria stress mecânico nos materiais, que não acontece num conector normal. Stress mecânico reduz o tempo de vida.
            Resta saber quanto tempo demorará a observar as consequências. Pode ser que se torne negligenciável.

          • Mas quem te disse que isso não foi feito q pensar já nisso?

            Não deve ser assim tão difícil fazer um contector que dure mais que o suficiente…

          • já foi feito a pensar no quê? Em não ter stress mecânico? O desenho introduz esse problema, não o remove

          • Benchmark do iPhone 5

            Não tenho a certeza de que a placa central tenha que ser flexível. Quem quiser ter a paciência para ir analisar a patente:

            http://www.uswitch.com/mobiles/news/2014/08/iphone_6_exclusive_patent_filings_confirm_reversible_lightning_cable/

          • @ Benchmark do iPhone 5
            é uma questão de física, 2 objectos não podem ocupar o mesmo espaço.
            Se observares os conectores normais verás que a “placa” macho ocupa metade da altura, isto é, tens material da placa até à linha central (altura), mas não para além dessa linha.
            Com este conector tens material da placa em ambos os lados da linha central, o que significa que irá sempre bater no conector fêmea. Para poder entrar necessita de se mexer

          • Benchmark do iPhone 5

            Isso era se a placa centrar do “macho” USB standard tipo A estivesse ao meio (e agora continuasse a estar) – mas não está.

            A parte oca tem p’raí 2mm e a parte “burra” (preenchida), 1mm, dá um total de 3mm+espessura da placa.

            Talvez haja alguma folga, de maneira a que com uma placa central e oco dos dois lados, com 1,5mm, chegue. Talvez se possa ganhar alguma coisa fazendo a placa central e exterior mais fina.

            O que (quase) que apostava é que a Apple não usava uma placa central móvel. É contra os princípios da simplificação e durabilidade.

          • Não percebo onde é que queres chegar e não percebo como é que não vês o problema de ocupação de espaço!
            Quer macho quer fêmea actuais têm placa até à linha central, e não além da linha central. Se a placa do novo conector ocupa espaço para ambos lados da linha central não há como não chocar com a placa da porta, não há folga. A única maneira de entrar é se for possível a placa no novo conector mover.
            Conector actual:
            4,5mm de altura, linha central 2,25mm [0,3mm "invólucro" metálico + 1,95mm placa + 1,95mm espaço vazio + 0,3mm "invólucro" metálico]

          • Benchmark do iPhone 5

            Logo se vê. Mas a mim parece-me que se no novo conector a placa de contacto estiver ao centro (no actual não está, a parte oca é mais alta) – e prender só atrás (o que não é o mesmo que ser móvel) – encaixa dos dois lados.

          • @ Benchmark do iPhone 5
            A parte oca não é mais alta!
            As medidas que coloquei são as medidas da norma USB para o conector. Procura por isso e perceberás

          • Benchmark do iPhone 5

            Pensa nas actuais macho e fêmea de USB tipo A. Se ambas tivessem a placa ao meio não encaixavam. Por isso, no macho, a parte ouca, onde estão os circuitos que vão entrar em contacto com os da fêmea, é mais alta que a parte tapada.

            O que estás a dizer é que na fêmea (onde não se vai mexer) a placa está ao meio e iria “chocar” com a do novo macho, que passava a estar ao meio. A “olho” não me parece que esteja – se não estiver e havendo alguma folga, a placa do novo macho, com circuitos dos dois lados, podia estar ao meio (e a da fêmea não). A história de a placa do novo macho passar a ser móvel, para evitar choques com a da fêmea quando se vira ao contrário, não me agrada. Pode ser, mas não me parece uma coisa à Apple.

          • @ Benchmark do iPhone 5
            Não percebo porque é que continuas com essa!
            As medidas são as que dei, procura!
            E tem em conta uma coisa, a “esquina” da placa não é em ângulo recto, é biselada, por isso o teu olho pode estar a enganar-te

          • Benchmark do iPhone 5

            O 9 de Setembro já está perto, senão ainda mandava vir um cabo reversível destes para ver se a placa, ao meio, é fixa ou é móvel :)

            http://www.tripplite.com/shared/product-pages/EN/UR020003.pdf

          • Benchmark do iPhone 5

            Resumindo – o Flipper (“competing products”, por baixo da imagem) é rígido e o da Apple é flexível. Mas a tua questão não era mesmo que não podia ser rígido? Afinal pode – o Flipper é.

            Com um flexível a coisa ajusta-se melhor, não vou fora disso.

            Agora, tem mais uns “quinhentos”. Estas coisas têm que estar homologadas pela entidade que trata das normas do USB. E sabe-se que não homologou qualquer cabo reversível A/lightning. Apostava qualquer coisa que isto é um rumor, originado pela patente, e que não há qualquer cabo reversível a 9 de Setembro.

  2. Eu tenho sérias dúvidas acerca deste cabo. Se o cabo é para aqueles que não tem cuidado a colocarem na ficha, duvido que este cabo venha a ser resistente.

    Obviamente a foto é só conceptual, mas a solução terá de passar por uma pequena placa a meio que permita ligar das duas maneiras. Estou mesmo a ver aquela placa a estragar-se ao fim de algum tempo.

    A alimentação é facilmente reversivel por hardware. uma simples ponte de diodos resolve esse problema.

    deverá ser compativel para o 5, 5S e 5C, pois será uma simples reversão o que já aconteceria se colocassem o cabo ao contrario.

  3. Benchmark do iPhone 5

    Antes que comece o habitual: “Mas p’ra q’é q’é isso?! Mais uma parvoíce da Apple, basta olhar para o símbolo no conector e virá-lo para cima ..,”

    Um – nunca teve que encaixar cabos e pens em portas de difícil acesso, como “desktops” encostados à parede que mal se pode mexer porque têm fios de ligação por todo o lado.

    Dois – o novo formato para os conectores USB 3.1 Tipo C é reversível (… Por alguma coisa é).
    http://www.theverge.com/2014/4/2/5573680/first-images-of-the-reversible-usb-cable

    Três – e não, não foi a Apple que inventou os conectores reversíveis para portas USB standard Tipo A. Mas será, espero, a primeira a fornecer cabos totalmente reversíveis com equipamentos

  4. Que o cabo já existe parece não haver grandes duvidas, até já há vídeos com o cabo em acção. se vai vir com o iphone..veremos.
    http://www.macrumors.com/2014/08/19/video-new-lightning-cable-in-action/

  5. Mas então não tinha saído regras/obrigações para este tipo de conceitos? Segundo sei, todos os fabricantes teriam que seguir a norma de colocar portas Micro-USB de forma a reduzir o lixo eletrónico dos carregadores de telemóveis…

    • Menos a apple …

    • Correcto! A apple terá que vender no espaço UE com adaptador micro-usb, para poder cumprir a lei da UE.

      • Lá para 2017 será Obrigatório todos terem micro-usb

        • em lado algum está isso escrito! Aquilo que foi aprovado na União Europeia não diz que o aparelho móvel é obrigado a ter uma porta micro-USB.
          O que foi aprovado foi compatibilidade com um carregador universal, e a União Europeia ainda não definiu as características desse carregador – cabe à Comissão Europeia definir!

    • Benchmark do iPhone 5

      A Apple não tem “carregador de telemóvel”, com transformador e cabo agarrado. Tem um transformador com uma porta USB standard de tipo A, a que se liga um cabo USB para ligar ao equipamento.

      O conceito que referes implica ter um telemóvel com um carregador e poder a seguir comprar outro sem carregador (ou ter um carregador para toda a família).

      Podes fazer isso com o do iPhone, basta ter um cabo USB, com um conector standard tipo A dum lado e micro-USB do outro (cuidado que micro-USB é uma designação para vários formatos). O carregador de 5W do iPhone serve para qualquer telemóvel.

      “Ah, e o cabo?” Isso é o cabo dos trabalhos ;-) Por acaso uso um único carregador para iPhone, com cabo lightning, e para iPad, com cabo de 32 pinos,

      “Ah mas um cabo lightning não dá para ligar a uma porta micro-USB, por isso não cumpre as normas”. A Apple vende, e agradece que comprem, um adaptador lightning/micro USB :)

  6. Se tornassem o iphone 6 compatível com USB3.0 isso sim era evolução!

  7. Só por causa deste cabo o iphone vai passar a custar mais 100€…

  8. Faz lembrar o cabo do oneplus one xD

  9. Fernando Gonçalves

    Que sena fixe!… Uauuuuuuuu…..

  10. Fernando Gonçalves

    Perdão…
    Que cena fixe!…. Uau……….
    Quem não se engana, verdade?

  11. Tanta coisa por um Telefone que vai custar alguns 1000 euros ???
    Meu rico dinheirinho, muito em breve os chinocas vão entrar no mercado com Octacores a preços muito mas muito mais acessiveis e máquinas claramente superiores aos apple… Android Rullez !!!
    Iphone SUCKZZZ

  12. Os parolos que os comprem… Gastem a nota que a Apple gosta é desses… STATUS !!!!
    Eu prefiro Máquinas mesmo…
    Portador de um Galaxy S4 que mete o Iphone 5S a um cantinho…

  13. Tanta coisa por causa de um cabo que nem foi inventado pela Apple.
    https://www.youtube.com/watch?v=jQr7_R-3SHM
    http://www.tripplite.com/product/reversible-usb-cables/1048/

    Sim existe uma pedido de patente por parte da Apple….
    Mas haters serão sempre haters.

  14. Isto parece que vai tornar o cabo muito frágil.

Deixe o seu comentário

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.