Tutorial Raspberry Pi – Como meter o RaspbianOS


Destaques PPLWARE

72 Respostas

  1. Lino Lisboa says:

    Excelentes artigos. Cada vez mais fã Pplware. Resta-me dizer que foi por vossa causa, mais em específico dos artigos do Pedro Pinto que me iniciei e viciei nos SO’s Linux :)

    • Pedro Pinto says:

      eh eh he, esse gajo (Pedro Pinto)…só pega “maus” vícios :)
      Eu confesso que estou também viciado com Pi

      • Marcelo says:

        Também já não utilizava qualquer sistema Linux a muito tempo, mas depois de ver um dos primeiros artigos sobre o Raspberry, o bicho pegou :)

      • lmx says:

        hehehe 😀

        ja somos dois…estou tentado a ter uns 4-5 para criar um ambiente de testes real… :)

        Servidores web, bases de dados, loadbalancers, e talvez cache, mas ainda so tenho 1 :(

        é um vicio danado…este Pedro Pinto é tramado lol 😀

        Parabéns pelo artigo 😉

        cmps

        • Videira says:

          por acaso também ja pensei em recriar o supercomputador (http://www.southampton.ac.uk/~sjc/raspberrypi/)
          com 3 ou 4 raspberies :)

          Vamos lá ver como correm as coisas…

          Se bem que no meu já tenho uma VPN, um Web Server, uma impressora partilhada, samba de um disco.. e tem estado tudo a funcionar perfeito…. todo isto sem o overclock :)

          Que estes artigos continuem 😉

          Abraço

  2. Pedro A. says:

    “Como meter o RaspbianOS” ai esse Português meus amigos.

    Estou com grande vontade de comprar um brinquedo destes, só ainda não o fiz porque muito provavelmente ia ficar encostado a um canto por falta de tempo… Mas talvez estes tutoriais me convençam 😉

  3. Miguel says:

    Muito bom!

  4. Manuel Mimoso says:

    Mais uma vez, os meus parabens pelo tutorial

    uma questão, Pedro, é possivel “medir” o consumo energético de uma habitação com este gadget?

    abraço

    • lmx says:

      A inmotion, tem la um sensor de corrente não invasivo…mas o problema é que…ainda não consegui dados fiáveis…com cerca de 9 A(240v)de consumo, ou seja cerca de 2200Watts, tenho erros algo grandes…

      O sensor diz que funciona de 1A-30A, pelo que se estiveres a usar menos de 1 A, a medição vai aparecer meia esquisita…mas no meu caso com 9A também me aparece esquisita…estou a testar em um pinguino(se correr mal…é muito mais barato ;)), e não no raspberry, mas é a mesma coisa…

      Deves ter algumas preocupações com a utilização deste sensor…(no fundo um transformador apenas…)…até mesmo por questões de segurança…mas lê com atenção o datasheet e vai vendo uns tuturiais que prai andam sobre o sensor com harduino…é a mesma coisa…

      cmps

      • lmx says:

        mas ainda tenho que ver de novo que a função que eu tracei para sacar os valores…deve estar marada…

        já tinha uns palitos nos olhos e ja adormecia em cima do meu Pinguino…ele porém coitado la tinha que levar comigo, isto de nascer para ser escravo não é boa coisa 😀

        cmps

  5. Alfonso says:

    Primeiro, concordo com o Pedro A sobre esse titulo, podia ter sido melhor,”meter”, não ficou bem:)
    Quanto ao raspberry pi, estou a ler com atenção estes artigos e estou tentado a comprar na próxima deslocação a pátria, porque por aqui(brasil), esta a custar 70 euros, Abraço, continuem o bom trabalho

  6. Joel says:

    Viva
    Antes de mais esta ali erro que convem dizer: “Em seguida ligamos o equipamento à energia, através do carregador de 5V dc/Porta USB do PC”

    Nao se pode alimentar o pi usando a porta usb do pc, pois a porta usb do pc, nao tem forca suficiente para o pi, o pi precisa de cerca de 700mA (salvo erro, coisa menos coisa)

    Pedro Pinto, com essa pen wireless (igual a minha), conseguiste meter a funcionar diretamente ligada ao USB do pi ?

    cumps

    • Pedro Pinto says:

      Alto!!! Não é erro :) Funciona mesmo. 5V são mais que suficientes..

      • Pedro A. says:

        Não tenho dados para dizer se funciona ou não, mas uma coisa são os Volts outra é a corrente.

        Para alimentares qualquer circuito, a fonte tem de ter a mesma tensão que o circuito precisa (neste caso os 5V) e tem de suportar uma corrente superior à necessária, porque o circuito vai pedir a corrente que precisa e a fonte tem de ter corrente suficiente.

        Assim, não existe nenhum problema ter uma fonte de 2A para alimentar um circuito de 500mA, já o contrário não convém porque vai queimar a fonte.

        • Joel says:

          Exactamente Pedro A.

          Explicando-me melhor… a fonte para o pi tem que ter 700mA(no minimo)a 5V, de facto, a USB funciona a 5 V, mas o que acontece é que o USB do pc (salvo exepcoes de HUB´s,por exemplo alimentados externamente) tem no maximo 500mA. até podem ter uma fonte com 20000mA a 5V que podem ligar e funciona sem problemas, mas uma coisa é ele precisar de determinada corrente e nao ter nao lá, até se pode ligar , mas nao vai funcionar correctamente :)

          Entretanto Pedro Pinto, nao chegas-te a responder a minha questao 😛

          cumps

          • Berto says:

            Eu comprei um sistema igual ao apresentado (tirando a fonte de alimentação) mas estou a usar para media center com o xbmc e tive de meter um hub para o wireless funcionar (até deu jeito para ligar um teclado e rato usb). Logo a noite vou ver quanto é a minha fonte e ponho aqui.

        • lmx says:

          penso que não queima nada…a porta USB esta limitada a um X, e so te dá isso…mas esta é a minha opinião…

          usb 1.0 e 2.0 definem o max current como sendo 5 unidades de 100mA cada , ou seja 500mA

          O PI pode funcionar ligado a uma porta USB, mas não se poderá puxar por ele…eu ja tive o meu ligado na boa…mas claro sem ambiente gráfico…

          deve haver aqui uma resistencia algures, onde possa medir, o datasheet da placa esta online??

          cmps

          • Pedro A. says:

            Este é um dos conceitos básicos da electrónica e portanto não arrisco.
            Até pode funcionar como dizes, já que o consumo depende de diversos factores e se for inferior aos 500mA das portas não há problema.
            No caso dos computadores, eles já dever ser alguma protecção contra estas sobre-cargas, e isso vê-se no windows por exemplo, quando tentamos ligar um disco externo não alimentado e o computador não tem energia para o alimentar, dá logo uma mensagem a alertar para isso.

          • lmx says:

            Boas…

            Atenção…num portatil é normal que …possa não funcionar…

            Numa torre o normal será funcionar…

            O Rasp A, esse funciona , o b tem fincionado apenas com o SO e um servidor de ssh e sem ambiente grafico…

            Mas nunca o levei ao limite nem nada do género…é evidente que se puxar por ele, as portas usb não me entregarão mais currente…a não ser que tenha alguma porta que me entrega mais, e eu nem sei, com caracteristicas mais á frente…não sei.

            Mas não custa nada…peguem num cabo de um telemovel e experimentem…

            Se começar a reeniciar vezes sem conta ja sabem 😀

            cmps

  7. vitor almeida says:

    Onde comprar pessoalmente o Raspberry Pi.
    Obrigado

  8. mike says:

    Boas,
    há alguma maneira de eu emular esse OS no windows 8?
    Gostaria de dar uma espreita a isso antes de me atirar de cabeça!

    a ver se eu fico agarrado também!

    Excelente trabalho Pedro! Mais um fã!

  9. Tiago Leitão says:

    Uma pergunta de uma pessoa que nao tem uma tv com hdmi :S

    Dá para usar sem sem numa tv com hdmi? usando as tipicas “bananas”?

    • Pedro Pinto says:

      hum…penso que só RCA…Não sei se há algum conversor para as “bananas”

      • Tiago Leitão says:

        exacto, só a amarela que dá o “video” e relativamente ao som? sem ter a vermelha e branca?

        Quando se falou que isto ia sair, ate tive vontade de comprar um, no entanto parecia-me que só dava com hdmi e eu nao tenho nenhuma tv com ele..

        • Tiago Leitão says:

          Ja descobri que dá :)

          Vou estar atento aos tutoriais! 😀

          Thanks!

          • lmx says:

            é assim que eu tenho o meu ligado…RCA para o som, e SVideo(amarela) ligados por ficha scart…5.7euros custou me a ficha, mas aparece-me tudo marado…tenho que configurar a resolução de imagem.

            cmps

        • Jorge Ferreira says:

          Tiago:

          Estou à espera do meu PI, contudo pra tv’s antigas (com as 3 entradas amarelo, encarnado e branco)deves: video com a banana amarela e o audio com uma ficha que compras no mercado que converte a ficha 3,5 mm stero em duas bananas, uma encarnada e outra branca.

  10. RA says:

    Fico a aguardar o servidor NAS 😉

  11. Ricardo says:

    Já agora, qual a vantagem do RaspbianOS sobre o Debiandisponível para o PI? Sei que o Raspbian é baseado no Debian e é mais optimizado para o PI, mas tirando isso, quais as vantagens/desvantagens?

    • lmx says:

      as vantagens são essas mesmo ser optimizado para o PI, continua a ser uma distro debian 😉

      A outra imagem que la está não tem suporte para calculo de virgula flutuante em hardware, e o raspbian tem…e isso faz alguma diferença 😉 (principalmente para aplicações que trabalhem com casas decimais…)

      ex:2.34,5.678956,10.123433(numeros de virgula flutuante…ou seja numeros com casas decimais…ou não inteiros)

      debian(soft-float…processamento de virgula flutuante por software)
      os não inteiros são trabalhados no processador, bastante mais lento(usando uma biblioteca de matemática para o caso).

      Raspbian(hard-float…processamento de virgula flutuante por hardware…no FPU).
      Usando o co-processador matemático…na terminologia ARM chamado de FPU(floating Point Unity) do chip, bastante mais rápido…

      Existem alguns valores que são um bocadinho estranho, mas regra geral há um ganho que vale bem a pena.

      Escolhe o Raspbian com hardfloat 😉
      só tens a ganhar.

      cmps

  12. Joel says:

    Já agora, Pedro Pinto, podes fazer um artigo para overclock aqui do pi 😛
    ainda nao fiz no meu (vou fazer) mas parece-me relativamente simples e seguro, até determinado ponto a 1GHz :)

    Cumps

  13. lmx says:

    off topic engraçado…

    esta google anda saida da casca…ora vejam este dominio…e esta hein?!

    GOOGLE.COM.PEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEENIS.COM

    GOOGLE.COM.ZZZZZZZZZZZZZ.GET.ONE.MILLION.DOLLARS.AT.WWW.UNIMUNDI.COM

    vou ja buscar o guito 😀

    cmps

  14. R!cardo says:

    Instalei o Raspbian “wheezy” num cartão Kingston Class 10 – 100X e acho o sistema lento, é normal?

    Outra questão, comprei um Raspberry Pi para mediacenter e ver a Sporttv via streaming, existe maneira de instalar flash e veetle? Sei que qualquer “distro” com Xbmc da para ver canais online mas não existe nenhum addon da Sporttv.

  15. ZiLOG says:

    Dá para instalar um browser tipo chromium para ir ao youtube, ver páginas que usem flash, instalar um leitor de vídeos tipo vlc, e um leitor de mp3.
    Existem repositórios tipo o do Ubuntu com uma lista de programas para instalar?

  16. Lus martins says:

    Olá
    isto é a continuação do primeiro tutorial, certo?
    Obrigado

    Cumpz

  17. Obelix says:

    Boas,

    comprei um Pi, que era para ligar na velha tv de cá de casa, só que não funciona

    alguém sabe explicar porque ???

  18. Shallow_man says:

    O vosso tutorial fez-me comprar um, chegou hoje e já corre o Raspbian.
    Fico à aguardar os proximos tutoriais =)

  19. kayser2008 says:

    Sabem se ja foi experimentado com o win xp e dará ?
    Obrigado

  20. Gonçalo G. says:

    eu instalei o raspbian os msa depois quis elimina-lo do cartao.Voltei a instala-lo exatemnte como é explicado aqui nu entanto o raspberry nao o le.
    podem me dizer se esta estragado ou se preciso de fazer alguma coisa ao cartao ?

  21. Romes says:

    Olá Pedro,
    tenho um raspberry Pi B+ desconectado da internet. Tem como eu emular o OS do cartão dele no windows, atualizar os drivers e re-colocar no Raspberry?
    Como faço isso?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.